Biblioteca

Uma ajuda é sempre bem vinda!

Está na moda o termo MENTORING. E é engraçado notar que quando um termo está na moda a sua interpretação se torna quase que uma OPÇÃO INDIVIDUAL. Tanta gente fala sobre isso que fica cada vez mais difícil compreender realmente do que se trata e por que tantas pessoas têm buscado auxílio através dele.

Uma ajuda é sempre bem-vinda. É mais ou menos por aí que algumas pessoas decidem investir em sessões de coaching. Mas, será que esta é a melhor forma de decidir onde colocar o seu dinheiro? Me parece que não.

Neste artigo eu quero te dar 3 valiosas dicas sobre como decidir onde e como investir seu dinheiro se você está realmente pensando em contratar algum tipo de auxílio como este.

  1. ESTEJA CERTO SOBRE QUE TIPO DE PROBLEMA VOCÊ QUER RESOLVER

Um bom modo de desperdiçar tempo e dinheiro é procurar por alguma coisa que você não vai perceber quando encontrar. No fundo, quando pedimos ajuda sem saber exatamente que tipo de problemas estamos tentando resolver acabamos encontrando o que nunca perdemos. Cuidado! Essa é uma a sutileza muitas vezes perversa.

Portanto, determine com clareza onde quer chegar e deixe isso muito evidente para quem vai te ajudar. Se tem dificuldades em definir isso claramente neste momento, então é exatamente este o problema que você quer resolver, e basta que você e o seu mentor estejam cientes disso.

  1. RESPEITE O FATOR TEMPO

ÀS VEZES A GENTE QUER QUE TUDO SE RESOLVA DE UMA MANEIRA MÁGICA E SEM DOR. Garanto a você que nem uma nem outra coisa é possível. Esteja ciente de que haverá um processo, e que este processo nem sempre ficará claro para você durante a jornada, embora esteja cristalino para quem estará te ajudando.

Um bom mentor é capaz de conduzir seu orientado a chegar às suas próprias conclusões. E para isso é preciso que ele percorra pacientemente o caminho pelo qual o mentor já passou tantas vezes antes. É preciso ter calma, paciência e uma dose de fé para crer que se o problema a ser resolvido estiver claro, o caminho para encontrarem juntos a solução será alcançado. É preciso um determinado tipo de liderança orientadora do seu mentor. Afinal, você precisará colecionar suas próprias experiências para ser capaz de aprender os caminhos e a sua forma de agir.

  1. É TUDO UMA QUESTÃO DE RELACIONAMENTO

O trabalho do seu mentor é realmente desafiador. Assim como o trabalho de um colega de classe que te ajuda com a lição de casa é bem mais simples do que o do professor que te ensina a FAZER SOZINHO a lição de casa, o mentor está mais para um bom professor do que para um apoio técnico para suas dúvidas e desafios profissionais.

Na verdade, é tudo uma questão de relacionamentos interpessoais. O melhor mentor é aquele que te ajuda a encontrar alternativas, avalia-las com critérios bem definidos e executar com precisão aquela que foi eleita. Ele irá proporcionar para você um conjunto de habilidades úteis para que você desenvolva as suas próprias qualidades interpessoais, fortaleça os relacionamentos necessários para conquistar o apoio para a conclusão das suas tarefas e te guiará pelo caminho para alcança-los. Como você pode ver, no final das contas trata-se da capacidade de construir relacionamentos e desenvolver as habilidades para que as tarefas sejam realizadas com qualidade.

Se você…

  • tem um desafio profissional pela frente e está com receio de que não vá conseguir,
  • se conquistou uma oportunidade para a qual pensa que não está preparado, ou
  • se precisa de orientação sobre qualquer atividade realmente importante da sua atividade profissional, considere aproximar-se de um mentor.

A JointBee oferece mentoria nas áreas de marketing e comercial e pode ajudar você nesta jornada. SAIBA MAIS. CLIQUE NA FIGURA.

BEE. JOINTBEE. HANDS ON.

Compartilhe essa publicação!

Últimos Posts

Siga nossas Redes Sociais